Maxiavelli: Aborto Contraceptivos & Cristandade

A Barca do Inferno de Dante de Eugéne Delacroix

Um breve comentário acerca do aborto, contraceptivos orais e a Cristandade.  

Aborto
A Bíblia é extremamente explícita acerca de várias regras de conduta, mas não menciona o aborto. Por essa razão, será o aborto uma questão religiosa? Não penso que seja.
O aborto é uma questão ética. A ética basicamente discute conceitos de comportamento certo ou errado, incluíndo a noção de consequencialismo.  
Sou contra o aborto; contudo, recuso-me a impôr ao próximo a minha posição ética por duas razões: a) acredito na escolha pessoal; b) acredito na acção-reacção; logo, acredito no Karma. Posto isto, acredito que matar um pequeno ser humano (e não vale a pena taparmos o sol com a peneira: abortar equivale a matar uma vida) trará consequências – tanto físicas como espirituais – independentemente das razões invocadas pela mulher que se sujeite a tais intervenções.
Mas depois a sociedade vê-se confrontada com outras questões éticas (que podem explicar o motivo pelo qual o Santo Livro não menciona o aborto): se uma mulher é violada pelo marido/um homem e, não deseja trazer ao mundo o fruto da violação (que poderá vir a sair ao monstro do pai), qual seria o bem que ela traria à sociedade em lhe adicionar mais um mal? Ou ainda, se uma mulher é violada por um homem/marido; engravida e traz uma criança ao mundo que lhe faz recordar o acto vil todos os dias da sua vida; começando, assim, a odiar a criança, tranformando-a num ser perturbado, ou até num psicopata, que irá fazer mal a outros; quão ético terá sido da parte desta mulher dar à luz aquele bébé? Pobreza e adolescência não são justificações éticas para abortar um feto. Deformações físicas também não mas há pais/mães que não são fortes o suficiente para lidar com elas e, logo, preferem enfrentar as consequências de abortar.

Contraceptivos orais
A Bíblia também não fala de contraceptivos; logo, não são uma questão religiosa mas sim uma de escolha pessoal (mais as suas consequências).
Tenho uma sério problema com contraceptivos orais porque são um autêntico veneno para o corpo (independentemente do que os médicos e as feministas possam dizer, os seus efeitos secundários sãos extremamente nefastos). Mas se as pessoas decidirem tomá-los são livres de o fazer (e de enfrentar as consequências pessoais e sociais dessa mesma escolha).  

Cristandade
Vejo as religiões Cristãs, em geral, a ocuparem-se dos assuntos acima abordados como se não houvesse problemas mais prementes para resolver: ainda há Cristãos a serem perseguidos e assassinados à volta do mundo; há Cristão a serem Islamizados em África; há um crescente número de ateus nas sociedades ocidentais; a juventude precisa de mais e mais orientação; e, não vejo as instituições Cristãs usarem a media para pressionar os governos para ajudar esses Cristãos e a lutar contra a Islamização em massa dos Cristãos em África; mas vejo-as, sim, a dar mais razões às pessoas para procurar refúgio no ateísmo e para a juventude virar as costas à religião.
Quo Vadis, Ecclesia?

Comentários

  1. Crescei e multiplicai! - Genesis 1: 22

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Anónimo :D!

      Obrigada pela partilha deste mandamento maravilhoso. Volte sempre :D.

      Um abraço

      Eliminar
  2. Abortar uma criança é um crime contra a humanidade, pelo que é melhor tomar a pílula: isto, quando as mulheres usam o aborto como método contracetivo (conheço mulheres que já fizeram mais de 7 abortos).
    Com os meios disponibilizados para não engravidar as mulheres deveriam ter mais consciência na hora de tirar uma vida, é só isto que queria dizer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria :D!

      Seja bem-vinda ao Etnias!

      O aborto não deve servir como uma alternativa aos métodos contraceptivos, e se fazer um aborto já provoca efeitos devastadores a nível físico e psicológico (concentrando-me mais neste até, já que o espiritual é algo mais privado), só posso imaginar como possa ficar uma mulher depois de fazer 7 intervenções como as que aqui discutimos. Sinto muito por essas pessoas.

      Obrigada pelo seu comentário, Maria. Espero vê-la mais vezes aqui :D.

      Um abraço

      Eliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço